quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Quem pode saber de que outras vidas veio?

Quem o encanto dirá destas noites de estão?
Corre de estrela a estrela um leve calefrio,
Há queixas doces no ar... Eu, recolhido e só,
Ergo o sonho da terra, ergo a fronte do pé,
Para purificar o coração manchado,
Cheio de ódio, de fel, de angústia e de pecado...

Que esquisita saudade! - Uma lembrança estranha
De ter vivido já no alto de uma montanha,
Tão alta, que tocava o céu... Belo país,
Onde, em perpétuo sonho, eu vivia feliz,
Livre da ingratidão, livre da indiferença,
No seio maternal da Ilusão e da Crença!

Que inexorável mão, sem piedade, cativo,
Estrelas, me encerrou no cárcere em que vivo?
Louco, em vão, do profundo horror deste atascal,
Bracejo, e peno em vão, para fugir do mal!
Por que, para uma ignora e longínqua paragem,
Astros, não me levais nessa eterna viagem?
Ah! quem pode saber de que outras vidas veio?...

Quantas vezes, fitando a Via-Láctea, creio
Todo o mistério ver aberto ao meu olhar!
Tremo... e cuido sentir dentro de mim pesar
Uma alma alheia, uma alma em minha alma escondida,
- O cadáver de alguém de quem carrego a vida...
                            
                                                            (Olavo Bilac)

PS: Gente, desculpem-me por ser essa blogueira sumida e não presente. É que esses dias eu não estava com 'criatividade e vontade' para vir aqui. Mas agora vou tentar dar uma passada no blog de todos vocês que sigo, estou com saudades de ler os escritos de vocês. Beijos.

4 opiniões compartilhadas:

Mariana de O. C. disse...

senti sua falta hein

Gisele Braga disse...

Oiie*
Tem selinho pra você lá no
Meu cantinho!
Ficarei feliz se aceitar o presentinho,

http://todoamorqueeuguardei.blogspot.com/p/selinhos.html

Beijos e tenha
Um ótimo Sábado*

bruniuhhh disse...

volte logo moça =)

Alquimista de Sonhos disse...

Conheço algumas obras (na verdade, frases e pequenos textos) de Olavo Bilac, e o acho realmente talentoso :)

Postar um comentário

Pode deixar sua opinião, ela me deixará muito feliz! ☺